Local do Evento

O XXV COBRAC será realizado em Belém do Pará, no Hangar Convenções & Feiras da Amazônia.

Com uma área de 24 mil metros quadrados, distribuídos em dois pavilhões projetados a partir do hangar existente no antigo Parque da Aeronáutica o Hangar é um dos melhores locias para realização de eventos da região. 

Um espaço flexível e multifuncional, tornando um dos mais completos e versáteis centros de convenções do país. Dispõe de um sistema próprio de geração de energia para acionar os circuitos de emergência, escadas rolantes, hall que liga os dois pavilhões principais, e também acessos para pessoas com necessidades especiais.

Conheça mais:
www.hangarcentrodeconvencoes.com.br







Como Chegar





Belém do Pará

Belém (inicialmente Santa Maria de Belém do Pará e frequentemente chamada de Belém do Pará) é um município brasileiro e capital do estado do Pará, situado na região Norte do país. A cidade foi fundada em 12 de janeiro de 1616 pelos portugueses, desenvolvendo-se às margens da baía Guajará (Paraná-Guaçu). É uma cidade histórica e portuária, localizada ao extremo nordeste da maior floresta tropical do mundo, possui clima equatorial e é influenciada diretamente pela Amazônia. É o município mais populoso do Pará e o segundo da região Norte. Em seus 400 anos de história, Belém vivenciou momentos de plenitude, entre os quais o período áureo da borracha, no início do século XX, quando recebeu inúmeras famílias europeias, que influenciaram a arquitetura local, sendo conhecida na época como Paris n'América. Atualmente, apesar de ser cosmopolita e moderna em vários aspectos, Belém não perdeu o ar tradicional das fachadas dos casarões e das igrejas do período colonial.


Poema: Belém do Pará e da Amazônia

És a bela cidade das mangueiras
Terra de imortal destino
Te conheço desde menino
Belém da baia do Guajará e de belas praças
Grande metrópole e porta de entrada da Amazônia
De bairros populosos e gente hospitaleira
Plantada no relevo guajarino
De paraenses da gema
De tradição bem brasileira
És a linda Belém
Que Francisco Caldeira fundou
Dos monumentos históricos na Cidade Velha
Dos encantos dos poetas
Dos galanteios dos compositores
Belém de vários amores
Da feira do Ver-o-Peso
De belenenses e parauaras
Do Círio de Nazaré
Das mangueiras frutíferas
Do açaí e do tacacá
Povo de muita fé
Belém da guerra da Cabanagem
Dos versos de Waldemar
Belém que eu te quero bem
Do Coqueiro ao Guamá
Belém da chuva da tarde
Das tribos de índios guerreiros
Da Santa Mãezinha de Deus
Aplaudida por um mar de gente
Nas ruas a devoção
Cantos, preces e louvores
Do Telégrafo à Cremação
Do clássico Remo e Paysandu
Aos domingos no Mangueirão
Belém do Caboclo Plácido
Belém de Nilson e Fafá
Do cheiro forte do patchouli
Do Jurunas ao Entroncamento
De Outeiro a Icoaraci
Da estação ferroviária
De onde partia o trem
Rasgando as matas e montanhas
Buscando progresso e esperança
Na viagem até Bragança
De Tito Franco e Magalhães Barata
Das noites de serenata
És a Belém do Grão-Pará
Minha querida Belém
Capital imponente
De requintado sabor Marajoara
De riqueza cultural
Do Bar do Parque e do Teatro da Paz
Do Forte do Castelo
De naturalidade influente
És bonita e formosa
Belém terra da gente.

Autor Paraense: Paulo Vasconcellos.
paulovasconcellospv.blogspot.com



Área do Inscrito
Agência Oficial de Turismo



Realização

Apoio Institucional


Patrocínio Diamante

Patrocínio Ouro


Patrocínio Prata

Patrocínio Bronze